CrimePolícia

Corpo totalmente carbonizado pode ser de adolescente

Segundo a mãe, ele teria sido levado por policiais. A corregedoria investiga o caso e a família aguarda resultado do exame de DNA.

O corpo encontrado totalmente carbonizado em Novo Planalto, no norte goiano, no último dia 28 de janeiro pode se tratar de um jovem de 18 anos de Nova Crixás, região do Vale do Araguaia, que está desaparecido desde a noite de 25 de janeiro.

De acordo com a família, Edvan dos Santos Silva, desapareceu após uma abordagem policial na casa deles.

Segundo Maria Aparecida dos Santos, mãe de Edvan, por volta de 21h, três viaturas pretas com homens fardados de preto teriam chegado a sua casa, no momento em que atendia um homem que a procurou para comprar perfume que ela revende.

Ao avistar as viaturas, Edvan, o cliente e outro homem teria corrido e pulado o muro. Edvan teria sido pego ao ficar preso em um arame e que após ser levado não retornou mais pra casa.

Ao serem informados do corpo sem identificação, os familiares foram à Polícia Técnica Científica e acreditam que o que sobrou da camisa, possa ser de Edvan. Também foi coletado material genético para confrontar com fragmentos do que foi possível coletar do corpo encontrado.

A mãe havia denunciado o caso do desaparecimento do filho na Polícia Civil que registrou a ocorrência como “extra policial de fatos atípicos”. A Polícia Civil afirmou que a investigação sobre o desaparecimento de Edvan está na Corregedoria da Polícia Civil devido à suspeita de participação de servidor comissionado, lotado na cidade de Nova Crixás, no caso.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar