CrimePolícia

Ex-prefeito de São Miguel do Araguaia é preso suspeito de integrar quadrilha de tráfico internacional

Goiás funcionava como local estratégico para o armazenamento de cocaína, segundo as investigações da Polícia Federal.

O ex-prefeito de São Miguel do Araguaia-GO, Nélio Pontes Cunha (PSDB), é suspeito de integrar uma quadrilha de tráfico internacional de drogas. O político foi preso na manhã de hoje (04), em Goiânia, durante a operação Ozark-Narco deflagrada pela Polícia Federal (PF).

Segundo o delegado da Polícia Federal, Bruno Gama, o grupo investigado atuava na logística da droga que vinha da Bolívia para o Estado de Goiás, bem como no recebimento da remessa que, posteriormente, era exportada para outros países da Europa, por meio de contêiners em navios e utilizando mulas no transporte da droga em voos comerciais.

De acordo com a PF, o ex-prefeito atuava na logística do recebimento da droga dando suporte para a importação e remessa da droga. O esquema era comandado por Leonardo Dias Mendonça, ex-aliado de Fernandinho Beira-Mar. Leonardo estava no regime semiaberto e usava tornozeleira eletrônica.

No total, foram presas pela Operação 24 pessoas e apreendidos 15 carros de luxo (avaliados em mais de R$ 2,5 milhões) joias, R$ 200 mil em dinheiro e um avião. Também foram encontradas pela Polícia Federal mais de 01 tonelada de cocaína nos portos de Itajaí, em Santa Catarina, e Santos, em São Paulo.

Além de Goiás, a quadrilha atuava em São Paulo, Pará, Minas Gerias e no Distrito Federal.

As investigações foram iniciadas a partir de pousos de aeronaves que faziam o transporte de drogas para o interior do Estado de Goiás. Com a apreensão das aeronaves, a PF começou a investigar onde estava sendo investido o dinheiro proveniente do tráfico.

Compras de imóveis e empresas

De acordo com o delegado, foi verificado que o grupo identificado estava adquirindo uma faculdade, algumas empresas de exploração de jogos (bingos e raspadinhas) e postos de combustíveis em Goiânia e no interior do Estado. Além disso, os criminosos estavam montando um aeródromo, criaram uma financeira para empréstimos de valores e constituíram distribuidoras de petróleo, segundo as investigações.

Etiquetas

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar