Norte de GoiásPolíciaSul do Tocantins

Sérgio Moro assina portaria que demite PRF de Porangatu

Ele foi demitido após ter sido flagrado atirando em frente a uma boate em Gurupi.

Através de portaria, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, demitiu em dezembro de 2019, Albertino Azevedo de Melo da Polícia Rodoviária Federal. As informações sobre a exoneração foram trazidas a público recentemente.

Ele foi demitido após ter sido flagrado atirando em frente a uma boate em Gurupi, no Sul do Tocantins, em setembro de 2018. Nas imagens registradas por câmeras de segurança, é possível ver Albertino ladeado por algumas pessoas e segurando um copo. Em determinado momento ele aponta a arma pra cima e atira.

Em seguida ele se aproxima de um rapaz que está sentado, eles proferem algumas palavras e gestos e Albertino bate na lateral da cabeça do homem com a arma. O rapaz continua sentado e um terceira pessoa afasta Albertino que ainda com a arma na mão aponta o revólver em direção ao rapaz e efetua um tiro que atingiu a parede próximo de onde o homem estava.

Naquela noite, Albertino foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes. Ele teve a arma, uma pistola 4.0 apreendida e foi liberado após pagar fiança de quatro salários mínimos para responder o processo em liberdade.

As atitudes do agora ex-Policial Rodoviário Federal foram classificadas como ‘improbidade administrativa e incontinência pública”, tendo se valido do “cargo em proveito pessoal e atentado contra a dignidade da função”, de acordo com o documento.

Procurado pela nossa reportagem, Albertino disse que a portaria é pública e que decisão precária no âmbito da administração pública que poderá ser revista no judiciário.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar