DestaqueNorte de GoiásPorangatu
Tendência

UEG de Porangatu pode ter suas portas fechadas

“É a hora de cada gestor lutar conosco pela continuidade da oferta de cursos”, disse a gestora local da Unidade Universitária de Porangatu (UEG), Lucimar Marques da Costa, em uma postagem nas redes sociais.

E novamente a UEG de Porangatu vive um dilema para manter a universidade de portas abertas.

Quem não se lembra das manifestações que foram realizadas em 2020, quando a universidade deixou de ser unidade Câmpus para se tornar uma extensão da unidade Câmpus  de Uruaçu á 131 km.

Essa situação deixou indignada a comunidade de Porangatu e toda região que utiliza dos serviços educacionais da instituição, também movimentou lideranças políticas e os meios de comunicações do município, mas os esforços não trouxeram resultados positivos.  Como se não fosse o suficiente ainda em 2020 a universidade de Porangatu deixou de ofertar dois grandes cursos Sistemas de Informação e Ciências Biológicas.

UEG Porangatu perde dois cursos

E na manhã de quinta-feira dia 07/10, novamente a população é surpreendida com uma publicação feita nas redes sociais da Universidade com a seguinte postagem:

Postagem rede social @uegporangatu
Postagem rede social @uegporangatu

 

“A Gestora local da Unidade Universitária de Porangatu (UEG), LUCIMAR MARQUES DA COSTA GARÇÃO, informa que PREFEITAS E PREFEITOS; VEREADORAS E VEREADORES das Cidades de: Porangatu, Bonópolis, Mutunópolis, Amaralina, Estrela do Norte, Mara Rosa, Alto Horizonte, Santa Tereza, Trombas, Montividiu, Formoso, Talismã, Campinaçu e Novo Planalto, foram convidados para uma reunião extraordinária a se realizar no dia 08/10/2021 às 9 horas. Local: Auditório da Unidade Universitária de Porangatu. Com a seguinte pauta: *Encerramento de Cursos e possível fechamento desta Unidade Universitária*. É a hora de cada gestor lutar conosco pela continuidade da oferta de cursos na @uegporangatu . Essa luta é de todos! ”

Em entrevista  na Rádio Nova Era, a Doutora e Coordenadora Setorial do curso de Letras Cida Barros e o professor Coordenador Setorial do curso de Geografia Marcos Roberto, relataram a população o dilema que  universidade passa nesse momento por não possuir profissionais efetivos suficientes para manter os cursos e para o novo vestibular  a universidade terá que optar pelo curso de geografia ou história.

Em resposta a população e aos docentes da universidade a Prefeita de Porangatu Vanuza Valadares disse em entrevista a Tv Serra Azul  que já foi marcada uma reunião para o dia 25 de outubro com o reitor da universidade e  a única resposta que será aceita é o sim para a permanência da universidade no município.

 

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo