CrimeMara RosaNorte de GoiásPolícia

Vereador acusado de homicídio deve se apresentar à Polícia Civil

O pedido foi formalizado pelo seu advogado que o acompanhará.

Deve se apresentar na tarde de hoje, segunda-feira (22), o vereador de Mara Rosa, Otávio Thiago de Souza Melo (PPS), suspeito de ter matado a tiros Joselito Bispo de 28 anos, na última sexta-feira (19), na área administrativa de um frigorífico da cidade.

O pedido foi formalizado pelo seu advogado que o acompanhará. Enquanto isso, de acordo com o delegado regional Natalício Cardoso Silva, o inquérito policial já foi instaurado e testemunhas foram ouvidas.

Thiago Melo, como é conhecido, completou 37 anos no dia do crime e foi eleito em 2016 como o terceiro candidato mais votado da cidade. Em 2018, foi o presidente daquela Casa de Leis.

De acordo com testemunhas, o crime ocorreu no final da manhã e teria iniciado com uma discussão, seguida de tiros. O corpo da vítima foi encontrado caído no escritório, já sem vida com marca de tiro na cabeça.

Joselito era motorista e natural de São Raimundo das Mangabeiras (MA), onde reside a família e para onde o corpo foi levado após procedimentos de praxe do Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu.

A Câmara Municipal de Mara Rosa emitiu nota sobre o assunto.

Nota da Câmara de Mara Rosa

A Câmara Municipal de Mara Rosa informa que o suposto crime praticado não se enquadra nas hipóteses de crime político-administrativo, não cabendo a Câmara entrar no mérito da questão.

Em relação a vaga de vereança, caso seja decretada sua prisão ou não compareça nas próximas sessões legislativas, será convocado o seu suplente para assumir o cargo.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar